Monkeypox

Classificação:

  • Trata-se de uma doença zoonótica causada por vírus.
  • Família: Poxviridae,
  • Gênero: Orthopoxvirus e
  • Espécie: Monkeypoxvírus.
  • Principal hospedeiro: os roedores e macacos.

Evolução Epidemiológica:

  • 1958 – Primeira identificação do vírus Monkeypox (MPX) após surto em macacos de laboratório;
  • 1970 – Primeiro caso em humano encontrado no Congo;
  • 1996/1997 – Surtos de casos no Congo;
  • 2003 – 70 casos na América do Norte;
  • 2017 – Surto na Nigéria;
  • 2018 – Surto em Israel e Reino Unido;
  • 2021 – Surto nos EUA;
  • 2022 – 21 de maio a OMS declarou um surto global em 31 países não endêmico. No Brasil já tem sido relatado a presença de transmissão local;
  • Acredita-se na possibilidade de mutações que aumentaria a transmissibilidade entre humanos.

Transmissão:

  • Atividade sexual é o principal meio de transmissão, devido ao contato próximo e prolongado, pele com pele;
  • Pode se dar por contato indireto ou direto com lesões de pele ou mucosas, fluidos corporais ou sangue de animais infectados;
  • Abraços, beijos, massagens e secreções respiratórias de pessoas infectadas com lesões de pele;
  • Por contato indireto por meio de secreções em objetos, tecidos (roupas, toalhas ou roupas de cama);
  • Via gotículas respiratórias em um contato mais próximo com o paciente infectado, tendo maior risco de contágio os trabalhadores da saúde e membros da família;
  • Via placentária;
  • Para evitar a cadeia de transmissão é necessário um diagnóstico rápido e isolamento dos doentes.

Link do artigo: https://jornaldaorla.com.br/noticias/monkeypox/

Sobre a doutora 

Júlia Mendes

Médica Dermatologista e Profª: Dermatologia na faculdade de Medicina FCMS e Especialização da SBD em Estética. Laser, Cirurgia e Beleza.