Mecanismo de ação dos antioxidantes

Bioquimicamente falando, é considerado uma substância antioxidante toda aquela que previne, retarda ou remove modificações oxidativas nas células.

A ação antioxidante é de proteção. Protegendo as células do corpo contra os danos causados pelos radicais livres, evitando o envelhecimento e diversas doenças geradas pelo estresse oxidativo.

Os antioxidantes agem protegendo o nosso organismo impedindo que os radicais livres ataquem as células e consequentemente impedem as possíveis lesões causadas pelos radicais livres. E se o dano ocorre, os antioxidantes  reparam as lesões causados por essas moléculas, reconstruindo as células danificadas.

Com o decorrer do tempo, os nossos níveis de antioxidantes ficam reduzidos e precisamos repor. Essa reposição pode ser por via oral (na alimentação e suplementação) ou por via tópica diretamente na pele (skincare).

Atualmente, existem muitas substâncias que possuem ação antioxidantes que podem ser encontrados na alimentação e utilizados nos dermocosméticos. Entre tantas, é possível destacar:

  • Vitamina A;
  • Vitamina E;
  • Resveratrol, (trans – resveratrol);
  • Ácido ferúlico;
  • Extrato de arroz roxo;
  • Extrato de oryza sativa;
  • Extrato de leontopodium alpinum (edelweiss);
  • Niacinamida (vitamina b3);
  • Otz 10 (oxothiazolidine ou procysteine);
  • Alistin;
  • Astaxantina;
  • Coezima Q 10;
  • Extrato de blueberry;
  • Vitamina C.

Link do artigo: https://jornaldaorla.com.br/noticias/mecanismo-de-acao-dos-antioxidantes/

Sobre a doutora 

Júlia Mendes

Médica Dermatologista e Profª: Dermatologia na faculdade de Medicina FCMS e Especialização da SBD em Estética. Laser, Cirurgia e Beleza.